Gabriel Silva

Prioridade é evangelização

In Frades, NOTÍCIAS on 22/07/2009 at 14:54

Manter a aposta na evangelização, aumentar o investimento na Pastoral Vocacional e combater a inércia, foram algumas das linhas de acção que resultaram da primeira parte do Capítulo Provincial dos Dominicanos, que se realizou em Fátima entre 12 e 17 de Julho.

«As nossas grandes prioridades são a evangelização, através da pregação, de cursos bíblicos e teológicos, da catequese para adultos, bem como o diálogo com os não praticantes e com os não crentes», referiu o superior reeleito, Fr. José Nunes, à Agência ECCLESIA. Os objectivos, que se inserem na identidade dos Dominicanos, correspondem igualmente às necessidades da Igreja em Portugal e Angola, países abrangidos pela Província portuguesa.

Ainda que as directivas não tenham sido alteradas, os meios que as concretizam têm que evoluir. Foi neste sentido que a assembleia, na qual participam 13 frades, decidiu aumentar a atenção à informática, à comunicação social e à Internet.

O Capítulo, conselho que detém a autoridade suprema dos Dominicanos, determinou igualmente a constituição de uma comissão que estude a abertura de novas comunidades em Portugal, Angola e Moçambique.

Falta entusiasmo e alegria

O clima fraterno entre os frades e o saneamento financeiro da Ordem, designadamente na resolução de dívidas relacionadas com o Convento de São Domingos (Lisboa), foram dois dos aspectos mais decisivos dos últimos quatro anos.

Pela negativa, o Fr. José Nunes apontou a inércia que se tem feito presente na vida e nas actividades dos irmãos: “fazemos os trabalhos que são pedidos, assumimos os compromissos em que estamos inseridos, mas creio que talvez falte um pouco mais de entusiasmo, de alegria, de paixão“.

Uma das respostas que a assembleia encontrou para resolver o problema consistiu na eleição de conselheiros mais novos, com 35 a 40 anos. Para o superior dos Dominicanos, “a Província quis apostar em gerações mais jovens para começarem a tomar o governo” da Ordem, contribuindo para que ela encontre “um novo dinamismo“.

A perplexidade que o Fr. José Nunes experimentou aquando da “inesperada” primeira eleição para provincial, cedo deu lugar a uma tranquilidade que se consolidou nas visitas efectuadas aos cerca de 60 dominicanos distribuídos pelas casas existentes em Portugal – Lisboa (duas), Fátima e Porto – e Angola.

“Não temos tido muitas vocações”

Em Portugal não temos tido muitas vocações. Essa é uma das prioridades que agora se impõem. Temos que pensar em acções mais directamente voltadas para a Pastoral Vocacional“, afirmou o Fr. José Nunes.

Em contrapartida, o problema não se faz sentir em Angola: todos os anos há entre sete e oito pessoas que estão em fase de admissão ao noviciado e cerca de dois noviços. O provincial admite que poderiam ser mais, mas as entradas são sujeitas a critérios de exigência que deixam de fora alguns dos candidatos.

A segunda parte do Capítulo, que se iniciou em Portugal, prossegue a partir de amanhã em Madrid. O encontro, que contará com a participação de representantes das quatro províncias dominicanas de Espanha, terá como objectivo o planeamento de actividades conjuntas, aproveitando as sinergias existentes, por exemplo, no domínio da formação. Prevê-se que a reunião termine no próximo Domingo.»

in Ecclesia

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: