Gabriel Silva

50º aniversário sacerdotal de Fr. Gil

In Actividades on 04/10/2009 at 14:42

O Frei Gil, a viver  em Angola desde 1982, celebra hoje o seu 50º aniversário de ordenação sacerdotal.

Breve Biografia de Fr. Gil, escrito por Padre Manuel Melo:

Frei Gil Manuel da Conceição Filipe nasceu no lugar da Feiteira, freguesia de Troviscal, Concelho de Oliveira do Bairro, em 23/01/1936, tendo sido baptizado ao longo do mês seguinte.

Na escola Primária da freguesia fez os estudos primários, concluídos com exame de 4.ª classe e admissão ao Liceu de Aveiro.

Em Outubro de 1946 inicia os estudos secundários na Escola Apostólica, o seminário menor que os Dominicanos tinham na Aldeia Nova, Concelho de Ourém.

Concluídos estes estudos começou o Viciado em S. Pedro de Sintra com a tomada de Hábito em 07/09/1951, tendo-lhe sido dado o nome de Frei Gil.

A primeira Profissão na Ordem de S. Domingos fê-la em 12/10/1952 pelas mãos do Padre Mestre Geral Manuel Suarez, em Fátima, no Convento de Nossa Senhora do Rosário, inaugurado nesse dia. Neste Convento, no Studium que os Dominicanos em fase de restauro abriram após a expulsão dos religiosos de 1834, fez os estudos de Filosofia. Terminados estes estudos seguiu com dois confrades para França, Convento de S. Maximin, para fazer dois anos de Teologia (1956/57), onde emitiu os votos perpétuos a 23/01/57.

No fim do segundo ano de Teologia voltou para o Convento de Fátima onde ia abrir no Studium o curso de Teologia. Aí concluiu os estudos Teológicos em 1959, sendo ordenado sacerdote em 16/08/1959 pelo bispo Dominicano, D. Francisco Rendeiro, então bispo do Algarve.

Fez a Pastoral ajudando na catequese da Paróquia de Fátima. Celebrou Missa Nova a 30/08/1959 em Troviscal. De 1960 a 1968 esteve na Comunidade Dominicana que orientava o Externato “Clenardo” (Rua do Salitre, Lisboa) a ensinar Português e Francês e a acompanhar as actividades do Centro da Mocidade Portuguesa.

Trespassado em 1968 o Externato “Clenardo” para outra Direcção, foi assignado à Comunidade Dominicana da Escola Apostólica de Aldeia Nova colaborando na formação e ensino da Língua Portuguesa e Francesa aos seminaristas e ajudando os párocos da vizinhança na medida do possível.

Em 1973 a Ordem Dominicana devia fornecer à Capelania Militar um religioso para a assistência religiosa. Tendo aceite esse serviço, feito o Curso na Academia Militar, esteve três meses de Capelão no Hospital Militar Principal de Lisboa e em Novembro, dia 01, desse ano seguiu para Moçambique para cumprir dois anos de assistência religiosa como Capelão Militar na Província de Tete, prestando também assistência aos cristãos da área em ligação com o bispo Diocesano, D. Augusto César.

Cumprida a missão de Capelão, regressou de Moçambique três meses antes da independência que foi a 25/07/1975. Voltou para a Comunidade de Aldeia Nova, mas entretanto o seminário menor deixou de receber alunos e os mais velhos tinham passado para o Convento de Fátima, foi assignado ao Convento do Porto integrado na pastoral do Convento e na Paróquia de Cristo Rei (1), mas também assegurou a Capelania do Hospital do Carmo na cidade do Porto durante o ano de 1980.

Em 1981 veio para Fátima colaborar com o Director Nacional do Rosário na assistência ao Movimento.

Em 1982 integrou a equipa de três Dominicanos que iniciou o trabalho Missionário em Angola, na paróquia de Nossa Senhora da Assunção de Waku Kungo (ex Santa Comba) no Município de Cela, Kuanza-Sul. Aí esteve como pároco de 1988 a 2007 e desde então como Vigário Paroquial e Superior da Comunidade de S. Domingos.

(1) Em 28 de Março de 1979, com o falecimento do seu tio e confrade Frei Gil Alferes, Fundador da “Obra da Criança”, assegurou interinamente a Direcção daquela Obra até à nomeação de novo Director Geral pelo Ex.mo e Rev.mo Bispo de Coimbra.

Anúncios
  1. Fui aluno do Colegio de Clenardo durante a sua superior direcção dos Padres da Ordem Dominicana.
    Como recordar é viver, gostava de obter alguns apontamentos acerca de Frei Gil, na altura o Padre Gil para os alunos, um professor e um amigo que jogava futebol connosco no páteo do Colegio. Ficarei eternamente grato a quem me possa enviar alguns elementos acerca do Padre Gil.
    Muito obrigado.
    Jose Eduardo F. Couto

    • Caro José Eduardo Couto

      Se se está a referir ao Fr. Gil referido no artigo, informo que o mesmo ainda é vivo e está em Angola.

      Se pelo contrário se refere ao tio do anterior, Fr. Gil Alferes, existe uma publicação «Frei Gil e a sua obra» a qual penso que poderá solicitar na livraria dos dominicanos em Fátima: Verdade e Vida, R. St Isabel 16, 2495-424 Fátima
      tel: 249531417 fax: 249533619

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: